Detalhes

Futuros engenheiros conhecem projeto que aumenta volume de água nas microbacias do ES

Publicado em 06 de fevereiro de 2019 às 13:02, com última atualização em 08 de fevereiro de 2019 às 17:44

Nesta terça-feira (05/02), profissionais e estudantes de engenharia ambiental e agronomia participaram de uma visita técnica ao Projeto Barraginhas, localizado na zona rural do município de Água do Norte (Região Noroeste do Espírito Santo).

A visita foi uma iniciativa do Projeto “Da Sala de Aula para o Mercado de Trabalho”, realizada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) com o objetivo de enriquecer a formação dos futuros profissionais.

A visita

A visita contou com parte teórica e prática sobre o sistema de barraginhas. Na oportunidade, os estudantes puderam conhecer o idealizador do projeto, o engenheiro agrônomo Luciano Cordoval Barros, que explicou a aplicabilidade do sistema e suas fases. Palestras sobre Licenciamento Ambiental Rural e Recuperação de Nascentes fecharam a programação.

A visita técnica foi acompanhada pelo Conselheiro do Crea-ES, engenheiro ambiental Ronan Nunes Moulin. O evento teve a presença ainda de membros da Associação dos Profissionais de Engenharia Ambiental do Espírito Santo (APEA-ES), Associação dos Agricultores Familiares de Cafelância, Prefeitura Municipal de Água Doce do Norte (ES) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Projeto Barraginhas

O Projeto Barraginhas é uma alternativa simples e com resultados efetivos no aumento da disponibilidade hídrica em microbacias, sendo adaptável a diferentes realidades. O objetivo é possibilitar a transferência e disponibilização da tecnologia social “Barraginhas”, por meio de ações de capacitações, adoção e multiplicação da tecnologia em microbacias do Espírito Santo.

A tecnologia busca captar a água das enxurradas e promover seu armazenamento no solo – evitando erosões, assoreamentos e contaminações ambientais –, garantindo assim o aumento do volume de água dos mananciais.

O Projeto Barraginhas no Espírito Santo é coordenado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). Essa iniciativa é desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) nas microbacias do Estado.

Os municípios priorizados no projeto serão alguns dos mais atingidos pela crise hídrica dos últimos anos: Ecoporanga, Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Nova Venécia, Rio Bananal, Sooretama, São Roque do Canaã, Itarana, Atílio Vivácqua e Santa Leopoldina.

Leia também:

Projeto “Da sala de Aula para o Mercado de Trabalho” realiza 18 visitas técnicas e leva quase 200 alunos para conhecer o mercado de trabalho

Da sala de Aula para o Mercado de Trabalho

A atividade de visita técnica visa o encontro do acadêmico com o mundo do trabalho, proporcionando aos participantes uma formação mais ampla. “Da sala de Aula para o Mercado de Trabalho” é uma iniciativa do Crea-ES que oferece aos estudantes a oportunidade de acompanharem na prática diversas técnicas e modalidades sendo aplicadas. Fique atento a programação das próximas visitas no site www.creaes.org.br e nas redes sociais do Crea-ES. CLIQUE AQUI para saber mais sobre o projeto.

Em 2018, o Projeto “Da Sala de Aula para o Mercado de Trabalho” executou 18 visitas técnicas gratuitamente e alcançou um público de aproximadamente, 200 pessoas. Nesse mesmo ano, além das visitas, o Crea apoiou 336 eventos, como palestras, cursos, seminários e workshops, a fim de promover oportunidades de aperfeiçoamento e capacitação técnica. 


Clique aqui para voltar