Detalhes

Crea-ES no maior Congresso de Engenheiros Civis do Brasil

Publicado em 08 de outubro de 2018 às 13:01, com última atualização em 10 de outubro de 2018 às 17:16

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) participa do 24° Congresso Brasileiro de Engenheiros Civis (CBENC) , que será realizado em Belo Horizonte/MG de 09 a 11 de outubro. Trata-se de uma realização da  Associação Brasileira de Engenheiros Civis (ABENC).

A presidente do Crea-ES, engenheira civil Lúcia Vilarinho, participa do evento e destaca a importância dessa modalidade da engenharia na vida de todos. “A engenharia está presente em tudo o que fazemos. É difícil imaginar como seria nossas cidades sem a presença de um engenheiro civil, profissional responsável pela estruturação de tudo que envolve a criação de uma cidade: moradia, saneamento básico e transporte”, destacou.

Com o tema “Engenharia em Movimento”, o evento pretende evidenciar a importância do trabalho do engenheiro civil no desenvolvimento do País. A expectativa da organização é de que participem do Congresso cerca de 900 profissionais durante os três dias de programação. Os coordenadores das Câmaras Especializadas de Engenharia Civil (CCEEC) dos Creas ou seus adjuntos participam do evento, bem como integrantes de entidades parceiras.

O Coordenador Adjunto da Câmara Especializada de Engenharia Civil, engenheiro civil Ricardo de Lima Guariento, participa do 24° CBENC. “Nossa expectativa é receber orientações técnicas para desempenharmos cada vez melhor nosso papel”, afirma. Também estão Congresso: o presidente da Abenc, engenheiro civil Walter de Aguiar Filho; o consultor técnico do Crea-ES, engenheiro Luis Fernando Fiorotti Mathias, e os engenheiros civis Jaime Oliveira Veiga e Patricia Brunow (foto acima).

Programação

O CBENC é o maior Congresso de Engenheiros Civis do país, cuja programação aborda questões técnicas como modais de transportes, restauro, ensaios laboratoriais, técnicas modernas e inovadoras voltados para a construção civil, normas de desempenho entre outros, contando para isso com a presença de renomados profissionais, pesquisadores e estudiosos da área tecnológica brasileira.

CLIQUE AQUI e confira programação completa.

Além do congresso, o evento promoverá a reunião dos presidentes estaduais da Abenc, onde serão apresentadas questões regionais que fornecem um panorama da engenharia civil no Brasil.

Curso e carreira

A carreira de engenheiro civil segue sendo uma das mais procuradas pelos vestibulandos. De todas as modalidades da Engenharia, a civil é a que teve mais inscritos na edição de 2016 do Sisu e a oitava entre todas as carreiras com o maior número de candidatos.

A Engenharia Civil é uma das modalidade da Engenharia com mais profissionais ativos na área, ficando atrás apenas da Engenharia Elétrica. Dos mais de 1,5 milhões de profissionais cadastrado no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), 421 mil têm o título de Engenheiro Civil.

Panorama

A crise brasileira não afetou apenas a construção civil, mas também todo o seu ciclo produtivo. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor da construção civil apresentou por quatro anos uma queda no seu PIB setorial. Esse período de queda também representou uma diminuição nos postos de trabalho.

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), após dois anos de saldo positivo de empregados (2012-2013), o país apresentou um número de demissões maior que o de contratações em 2015-2016. Ainda de acordo com a pesquisa do Caged, estimasse que no final de 2017, existiam cerca de 2,21 milhões de trabalhadores sendo que, em 2013, esse número era de 3,31 milhões.



Flávio Borgneth
Comunicação Crea-ES

Fonte:
www.correio24horas.com.br
Abenc


Clique aqui para voltar