Detalhes

"Os profissionais da engenharia estão salvando vidas no hospital"

Publicado em 11 de agosto de 2017 às 19:00, com última atualização em 11 de agosto de 2017 às 19:01


Fala é da Eng. Eletricista Alzinete do Espírito Santo Cunha na 74ª Soea

Sabe o que é Engenharia Clínica? Quem participa? O assunto foi  tema de palestra da Eng. Eletricista Alzinete do Espírito Santo Cunha sobre as atividades da engenharia desenvolvidas nos ambientes hospitalares. O evento aconteceu nesta sexta-feira (11), na 74ª Soea, em Belém.

Um ambiente hospitalar requer a atuação de engenheiros de diversas áreas como Mecânica, Elétrica, Química, Civil e Segurança. "Sem a atuação de engenheiros e técnicos as instituições de saúde não funcionariam", destaca Alzinete.

Segundo a Engenheira, antes de instalar um equipamento é importante fazer um estudo do local. "Os equipamentos médicos são máquinas e como tal precisam de gerenciamento. O mesmo ocorre para o manuseio da tecnologia, pois é preciso treinar os profissionais", pondera.

Para que a manutenção nos equipamentos seja realizada, os Creas estão intensificando as atividades de fiscalização em estabelecimentos de assistência e saúde.

Custos relacionados à mão de obra da equipe, tecnologia, operacional e muito mais devem ser pensados pela gestão do hospital antes da implantação de novas tecnologias.  "Uma UTI parada, por exemplo, gera custo em média de três mil reais por dia. Antes de um hospital investir é preciso saber esse custo", destaca. 

Os profissionais da área tecnologia são responsáveis pela vidas das pessoas no hospital, segundo Alzinete. "A nossa proposta aqui foi mostrar os bastidores do ambiente hospitalar, que existe muita engenharia nesse meio e que esses profissionais da engenharia estão no hospital salvando vidas", diz.


Comunicação do Crea-ES
(27) 3334-9936- / 9918



Clique aqui para voltar